Iraídes Carneiro fala sobre o 16º Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais

Autor: Anita Cid - Data: 01/09/2007

A Profa. Dra. Iraídes F. Carneiro possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás (1977), mestrado em Agronomia/Fitotecnia pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (1981) e doutorado em Agronomia/Produção Vegetal pela Universidade Federal de Goiás (1997). Professora do curso de graduação em Agronomia da Universidade Federal de Goiás, ministrando as disciplinas de Horticultura Geral, Fitotecnia Geral e Paisagismo e Floricultura. Orientadora e professora de pós-graduação, ministrando as disciplinas de Cultura de Tecidos Vegetais e Propagação de Plantas. Atualmente realiza pesquisas e orientação com bromélias e orquídeas dos cerrados goianos. Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Paisagismo, Floricultura e Produção Vegetal, atuando também em projetos de proteção ambiental.

Aue: Como foi a decisão de realizar os três eventos simultaneamente?

Iraídes: Os dois primeiros congressos brasileiros de Cultura de Tecidos ocorreram simultâneamente aos Congressos Brasileiros de Floricultura e Plantas Ornamentais, por possuírem interesses comuns, tanto em relação aos assuntos abordados durante as palestras, como em relação aos trabalhos científicos apresentados. Quanto ao Simpósio de Plantas Ornamentais Nativas, sempre foi um desejo nosso, assim como do atual presidente da Sociedade Brasileira de Floricultura e Plantas Ornamentais, em planejar um evento para discutir a utilização de nossas plantas nativas, com potencial ornamental. Além disso, como algumas instituições de pesquisas nacionais estão trabalhando para obtenção de tecnologias relativas à produção e comercialização de tais espécies, achamos esta uma boa oportunidade de reunir os profissionais da área.

AuE: Qual o objetivo dos eventos?

Iraídes: Esses eventos têm como objetivo congregar profissionais do ensino, da pesquisa, da assistência técnica e da extensão rural, além de estudantes, produtores rurais e instituições/empresas que têm interesse por plantas ornamentais e cultura de tecidos de plantas, promovendo a atualização de conhecimentos por meio da divulgação dos mais recentes avanços gerados pela pesquisa dos setores. Além da troca de informações e experiências científicas e tecnológicas, também são objetivos dos eventos a divulgação e a difusão dos conhecimentos adquiridos nos diversos setores, estimulando a divulgação de tecnologias, serviços e produtos voltados para flores, plantas ornamentais e cultivo in vitro.

AuE: Qual é a expectativa de público?

Iraídes: Esperamos um público de mais de 600 pessoas para participação nos congressos e aproximadamente 1000 pessoas para visitação à Feira de Produtos para Floricultura e Mostra Regional de Orquídeas.

AuE: Quais são os principais atrativos do evento?

Iraídes: Para o público mais voltado à pesquisa e ao ensino são as palestras, mesas redondas e mini-cursos programados, pois abrangem assuntos variados e atuais, sendo ministrados por profissionais altamente competentes. Receberemos palestrantes da Universidade de Wageningen (Holanda), Istituto Sperimentale per la Floricoltura (Itália), Instituto de Floricultura-INTA (Argentina), Embrapa, Universidades Federais, Estaduais, dentre outras.

AuE: A quem o evento se destina?

Iraídes: Serão eventos técnico-científicos paralelos, com vertentes para a comunidade em geral, cujo público alvo preferencial é composto por:
a)pesquisadores, docentes, estudantes de graduação e de pós-graduação dos cursos com afinidade aos temas programados para os eventos;
b)engenheiros agrônomos, biólogos, engenheiros florestais, técnicos agrícolas e outros profissionais de áreas afins à cultura de tecidos de plantas, à floricultura e ao paisagismo;
c)produtores, outros empresários e demais agentes econômicos envolvidos na cadeia produtiva de cultura de tecidos de plantas, de flores e de plantas ornamentais;
d)produtores, outros empresários e demais agentes econômicos envolvidos com a decoração, floricultura, jardinagem, paisagismo e cultura in vitro;
e)demais pessoas interessadas nestas áreas do conhecimento.

AuE: Qual a importância de um evento como este para a região?

Iraídes: É um evento que se destina principalmente à divulgação de novas pesquisas na área, entretanto estaremos, paralelamente, mostrando o desenvolvimento regional da Floricultura e da Cultura de Tecidos Vegetais aos participantes nacionais e estrangeiros

AuE: Quais as novidades do 16° Congresso Brasileiro de Floricultura e Plantas Ornamentais para este ano?

Iraídes: A Mostra Regional de Orquídeas e de outras plantas ornamentais encontradas na região dos cerrados e o 1º Simpósio de Plantas Ornamentais Nativas são novidades do Congresso.

AuE: Qual a expectativa do mini-curso que será ministrado pela AuE Soluções?

Iraídes: Em nossa região o paisagismo é bem desenvolvido, sendo que nossos alunos têm bastante interesse na elaboração de projetos utilizando softwares. Como ainda não tivemos a oportunidade de oferecer tal curso em outros eventos, estamos atendendo a um desejo de nossa comunidade acadêmica.

Outras informações sobre o evento no site www.congressosgo2007.com.br


Compartilhar:


Anterior Próximo

Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



---
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*