Quem são os profissionais dedicados que fazem a revisão do banco de dados de plantas da AuE Soluções

Autor: Regina Motta - Data: 19/11/2012

Conheça os profissionais envolvidos na ambiciosa e árdua tarefa de atualizar a nomenclatura científica das plantas do banco de dados dos softwares e dos sites da Aue Soluções.

Movidos pela vontade de fazer sempre o melhor e manter a excelência das informações, eles se dispuseram a revisão exaustiva do banco de dados, tornando-o exemplar em relação às normas regidas pelo International Code of Botanical Nomenclature e pelo International Code of Nomenclature Botanical fo Cultivated Plants (ICNCP), além de incorporar os últimos avanços da botânica taxonômica.


Arquiteto Guilherme Motta

Guilherme Motta é Arquiteto e Urbanista graduado pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Sua formação acadêmica, também fundamentada em curso Técnico de Informática, tem possibilitado o desenvolvimento de softwares pioneiros no Brasil: o AutoLANDSCAPE, o PhotoLANDSCAPE e o HydroLANDSCAPE.



Desde 1997, tem se dedicado à criação e desenvolvimento de programas para auxiliar o trabalho de paisagistas, tendo feito inúmeras palestras, ministrado cursos e publicado os softwares como produto científico.
Fundador da AuE Soluções, empresa responsável pelo suporte, comercialização e distribuição dos softwares, Guilherme Motta conta com o apoio de instituições que respaldam a sua competência, como o CNPq, FAPEMIG, SEBRAE/MG e Softex.




Bióloga M.Sc. Marinês Eiterer

Marinês Eiterer é bióloga pela Universidade Federal de Juiz de Fora e Mestre em Botânica pela Universidade Federal de Viçosa. Consultora botânica da AuE Soluções desde 2002. Foi colunista da seção de botânica da revista AuE Paisagismo Digital. Ela é também consultora e colaboradora de livros didáticos de ciências e biologia. Escreve textos de divulgação cientifica para adultos e crianças sobre plantas e aves. É fotografa observadora amadora de aves e uma divulgadora obstinada dessa atividade de lazer para todas as idades. É apaixonada pela jardinagem desde a infância. Entusiasta da botânica tem um grande fascínio pelas plantas.




Biólogo Diego Gonzaga

Diego Gonzaga é Tecnólogo em Meio Ambiente e Biólogo. Trabalha na empresa AuE Soluções no departamento de Botânica e colunista da seção Botânica da Revista AuE Paisagismo Digital.




















AuE Soluções:Por que a atualização desde dados é importante? Quais os desafios que encontram nesta tarefa?

Guilherme: Há cerca de vinte anos atrás, quando ainda estava na faculdade, como estagiário na Oficina de Desenho (uma espécie de escritório escola), trabalhei no projeto de paisagismo do Campus da UFJF. Os desafios foram imensos, a bibliografia era muito pequena, a oferta de plantas limitada (não era possível comprar 100 mudas de uma mesma árvore) e as informações técnicas das plantas dependiam muito da vivência e conhecimento dos práticos de jardinagem. Esta experiência traumática me levou a criar o primeiro programa da AuE, o AutoLANDSCAPE, entre 1997 e 1999.

Desde o início, temos duas frentes de trabalho constantes: pesquisar e catalogar plantas ornamentais e pesquisar e aprimorar os programas e desenvolver novos softwares. Este banco de dados que está publicado no Paisagismo Digital é principalmente um esforço de comunicação entre os diversos pontos da cadeia produtiva do paisagismo, é muito importante conseguir determinar uma espécie para o projeto e encontrar o fornecedor que possui a planta certa, obter informações complementares em sites especializados e referências em trabalhos científicos.

O nome popular, por exemplo, varia de um estado para outro e até mesmo de uma cidade para outra e muitas vezes de um jardineiro para outro. Para o projetista é preciso especificar sem erro, imagine o problema de numa licitação pública onde o projeto contem somente nomes populares, o empreiteiro poderá plantar o que quiser basta dizer que conhece a planta por aquele nome! A Nandina doméstica é conhecida como Bambú-celeste em algumas regiões do Brasil, mas será que um empreiteiro não pode acabar utilizando uma Bambusa gracilis, ou Bambuzinho-de-jardim por engano ou até por má fé?



Outros problemas de nomenclatura são ainda mais complicados de resolver, os nomes de cultivares. É comum encontrar especificações mistas de nome científico e indicações populares, como Hemerocallis x hybrida "amarela", onde o paisagista quer qualquer Hemerocallis com flor amarela. Porém, somente na Agricola da Ilha (produtor de cultivares de Hemerocallis) existem cerca de 60 cultivares de Hemerocallis com tons de amarelo diferentes e o maior complicador, com portes diferentes. Ou seja, uma especificação incompleta e sujeita a erros de projeto. Como nossa principal bibliografia em português são os livros do Harri Lorenzi e esta não se aprofunda na questão de cultivares, o problema fica mais difícil de ser solucionado pelos profissionais.

Aqui na AuE Soluções nós estamos sempre ampliando nossa biblioteca de plantas ornamentais e buscando novas fontes de dados confiáveis, muitos trabalhos de referência, hoje disponíveis na internet, vêm tornando a pesquisa de nosso Banco de Dados mais fácil, principalmente comparando com as referências disponíveis em 1997 quando começamos, mas ainda há muito a ser feito.


Existem muitos nomes de plantas que são sinônimos ou homônimos criados por botânicos, por vários motivos. Eles deram nomes diferentes para uma mesma planta ou usaram o mesmo nome para duas plantas diferentes. Imagine a confusão que isso causa.


Marinês: Um banco de dados é um conjunto de informações, organizado por categorias de modo a facilitar a pesquisa, comparação e atualizações das informações (Ferreira, Aurélio Buarque de Holanda. 1986. Novo dicionário Aurélio. Rio de Janeiro: Nova Fronteira). As informações contidas em qualquer banco de dados podem defasar, desatualizar ou conter informações incompletas e incorretas. Por isso, é importante que qualquer banco de banco de dados impresso ou virtual passe por revisões periódicas para a correção desses possíveis problemas. No caso especifico do banco de dados dos softwares da AuE Soluções, nós lidamos com a identificação e nominação de plantas. Sendo assim, além de fazer a identificação correta da planta, precisamos encontrar o nome cientifico para cada uma. Parece simples, mas é um trabalho técnico complexo. Por que isso é um problema? Vou tentar dar alguns exemplos. Existem muitos nomes de plantas que são sinônimos ou homônimos criados por botânicos, por vários motivos. Eles deram nomes diferentes para uma mesma planta ou usaram o mesmo nome para duas plantas diferentes. Imagine a confusão que isso causa. Vamos pensar numa planta que tem uns 50 sinônimos. De todos esses nomes qual é o correto? Esse é o nosso trabalho, encontrar o nome certo. Mas esse não é o único problema. Plantas ornamentais não são identificadas apenas até a categoria de espécie, nós precisamos identificar também as variedades cultivadas, isto é, aquelas variedades que os produtores criam para diversificar o mercado.



Os kalanchoe (Kalanchoe blossfeldiana Poelln) são plantas com flores simples, mas foi criado um cultivar de flores dobradas, conhecido no mercado pelo nome da marca comercial Calandivas TM. Cada planta diferente de Calandiva TM que você encontra no seu supermercado tem um nome. Essas variedades precisam ser nomeadas conforme o código de nomenclatura botânica para plantas cultivadas e registradas junto ao órgão competente.
Além disso, os botânicos agora têm novas ferramentas para trabalhar num sistema de classificação novo que procura entender as relações de parentesco entre as plantas. Por causa disso os nomes sofrem alterações constantes. E nós tentamos incorporar esses avanços nos produtos da AuE Soluções.

Se não bastassem esses problemas, ainda existem as listas que circulam pela internet de plantas de produtores, lojistas e fotos criadas por leigos introduzindo mais erros, mais sinônimos. Esses são apenas pequenos exemplos dos problemas que enfrentamos na atualização de um banco de dados de plantas ornamentais.

Por fim, nosso maior desafio foi encontrar o nome correto de cada planta até a categoria que fosse necessária, no meio de todo esse caos. Nós queremos que os usuários dos produtos da AuE Soluções tenham sempre o nome correto das plantas para incorporar nos seus projetos. Nós queremos que os clientes de nossos usuários também fiquem satisfeitos, pois com o nome correto de cada planta do seu jardim, ele terá muito mais facilidade para obter informações corretas sobre o que quiser saber sobre cada uma delas. E no final dessa cadeia, nós queremos que a planta bem cuidada cresça em toda a sua beleza e exuberância.

o banco de dados utilizado nos softwares da AuE Soluções e no Paisagismo Digital, colabora com a universalização dos nomes científicos das plantas.


Diego: Como tudo sofre modificações, a nomenclatura botânica também passa por diversas modificações. Novas tecnologias são empregadas para a correta identificação das plantas, como análise de DNA, cortes anatômicos, dentre outros. E toda essa tecnologia vem nos auxiliar na modificação dos nomes que as plantas recebem. Por isso é importante que todo trabalho seja revisado, bem como o banco de dados utilizado nos softwares da AuE Soluções e no Paisagismo Digital, corroborando assim uma universalização dos nomes científicos das plantas. Os maiores desafios são entender as mudanças e promover as modificações da melhor forma possível, sem deixar o conhecimento dos nomes populares, que no caso das plantas ornamentais é bem fundamentado por regiões.



Veja também:

* Plantas ornamentais: Botânica para Paisagistas I
* Plantas ornamentais: Botânica para Paisagistas II
* Plantas ornamentais: Botânica para Paisagistas III
* Botânica para paisagistas: Afinal para que isto tudo ?


Compartilhar:


Anterior Próximo

Biblioteca gratuita sobre paisagismo.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: Mauricio Estellita - Data: 06/12/2012 19:38:51

Alô Guilherme e equipe. Parabéns. Acompanho o trabalho de vcs desde os primeiros momentos e pude avaliar o importante trabalho que desenvolveram com humildade, persistência e tenacidade. E agora, depois de tanto tempo, finalmente, estou usando o Photo no dia a dia e encantado com os resultados e as possibilidades que ele oferece na concepção plástica da paisagem e o Autol. na confecção dos projetos executivos . Parabens também pelo importante esquema de suporte que funciona muito bem! Abraços, Mauricio Estellita



2 - Autor: Helena Mendes - Data: 23/11/2012 17:33:45

Tudo que escreveu nessa matéria,nós, antigos paisagistas conhecemos muito bem. Eu já lhe disse isso muitas vezes, mas quero repetir novamente: O que você fez pelo paisagismo no Brasil, com os programas que criou, tem um valor indiscutível! Não tenho andado bem, mas espero vê-lo no próximo congresso ou exposição. Abraços, Helena Mendes


AuE Responde: Oi Helena, sentimos sua falta na FiaFlora, onde você sempre visitou nosso stand. Espero que melhore e venha tomar um café conosco na próxima oportunidade. Muito obrigado por suas palavras, é sempre um estímulo para seguir em frente. Forte abraço, Guilherme Motta.



3 - Autor: Elis - Data: 21/11/2012 21:18:28

Show! Muito legal o trabalho de cada um. Parabéns!


AuE Responde: Prezada Elis, agradecemos seu apoio, ele é muito importante para nós!




Entrevista
A Paisagista Ana Toledo fala sobre seus projetos
A Paisagista Ana Toledo fala sobre seus projetos

"O Paisagismo é a simplicidade de trazer a sabedoria da Natureza, como matéria para a concepção de um Novo Espaço"

Quem são os profissionais dedicados que fazem a revisão do banco de dados de plantas da AuE Soluções
Quem são os profissionais dedicados que fazem a revisão do banco de dados de plantas da AuE Soluções

Conheça os profissionais que trabalham para oferecer a você a nomenclatura atual das plantas do Paisagismo Digital, AutoLANDSCAPE e PhotoLANDSCAPE

Botânica
Descrição taxonômica das Tillandsias
Descrição taxonômica das Tillandsias

Origem, habitat,estilo de vida,espécies e descrição botânica das Tillandsias

Dicas Técnicas
AutoLANDSCAPE 2012: A ferramenta certa para o paisagista moderno
AutoLANDSCAPE 2012: A ferramenta certa para o paisagista moderno

De tempos em tempos é necessário aprimorar as ferramentas para obter maior resultado. Vem aí o novo AutoLANDSCAPE

PhotoLANDSCAPE 2012: Beleza e funcionalidade
PhotoLANDSCAPE 2012: Beleza e funcionalidade

O que devemos priorizar no desenvolvimento de fotomontagens, beleza ou funcionalidade?

HydroLANDSCAPE 2012: A importância da irrigação
HydroLANDSCAPE 2012: A importância da irrigação

Investir em irrigação fica caro? Saiba sobre a importância da irrigação.

Notícias
Políticas Públicas de Mudanças Climáticas
Políticas Públicas de Mudanças Climáticas

De acordo com o Observatório de Políticas Públicas de Mudanças Climáticas, doze Estados brasileiros sancionaram leis sobre a questão climática.

A tempestade Sandy: os efeitos do aquecimento global serão inevitáveis?
A tempestade Sandy: os efeitos do aquecimento global serão inevitáveis?

A tempestade Sandy, nos Estados Unidos, além de todos os prejuízos e mortes causados, serve de alerta em relação ao aquecimento global.

Pós Graduação em plantas medicinais
Pós Graduação em plantas medicinais

Universidade Federal de Lavras MG - Seleção para Pós graduação em Plantas Medicinais

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 9 No 101 / Outubro de 2012

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Projeto em um sítio

ALESSANDRA VILLELA PAISAGISMO LTDA - ME

Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Agenda

Agenda de Eventos de Paisagismo

Conversar no Whatsapp +55 (27) 99298-2445

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*