Substitua o xaxim por fibras de coco

Autor: Anita Cid - Data: 05/09/2009

Nossa série sobre hábitos ecologicamente corretos aborda este mês o problema da extinção do xaxim.

Também conhecido por samambaiaçu ou samambaia gigante, o xaxim é uma planta típica da Mata Atlântica de grande porte. Algumas espécies chegam a até 5 metros de altura e 80 centímetros de diâmetro. No entanto, seu crescimento é muito lento, demorando de 50 a 100 anos para atingir um metro de altura. Seu caule fibroso e poroso ajuda no "efeito esponja" da floresta, pois retém grande quantidade de água das chuvas, liberando-a aos poucos para o solo.

Esta característica faz com que pedaços do troco do xaxim sejam comercializados em forma de vasos e substratos. O xaxim tem uma ótima aceitação no mercado pois não quebra com facilidade, são duráveis e se adaptam bem a qualquer planta. Além disso, são mais baratos que os vasos comuns, o que fez com que fossem consumidos em altas quantidades. Devido a esta atividade, o xaxim encontra-se ameaçado de extinção e corre o risco de desaparecer do país.

A espécie era abundante na Serra do Mar desde o Rio de Janeiro até o Rio Grande do Sul. Hoje, exemplares de grande porte são encontrados apenas em alguns trechos do estado de Santa Catarina e no Paraná. A espécie está protegida por lei desde 2001, no entanto o xaxim continua sendo extraído ilegalmente.

Visto esta situação, devemos optar por alternativas ecologicamente responsáveis tais como vasos de barro, plástico, cerâmica e feitos com fibras de coco. Alterando seu habito de consumo ainda é possível salvar uma espécie muito importante para a Mata Atlântica.

O coco é uma excelente alternativa, pois suas fibras recicladas tem se mostrado um substituto altamente satisfatório para o cultivo de flores e plantas ornamentais. Pesquisas demonstram que a fibra de coco tem boas características físicas - como retenção de água, porosidade, densidade - e, quando usada em mistura com substrato comercial, melhora estas características, inclusive tornando o material mais leve. Além disso, este uso ainda ajuda a eliminar a casca de coco do meio ambiente, já que o consumo da fruta gera toneladas de lixo nos aterros sanitários. Na Grande Rio, por exemplo, são mais de 400 toneladas diárias de coco depositadas nos lixões. Cabe lembrar que para se extrair um copo de água de coco é produzido um quilo de lixo. Desta forma, a reutilização do coco se torna duplamente eficiente.

Você também pode ajudar o planeta. Pequenas atitudes fazem toda a diferença. Pense nisto e nos ajude a proteger o xaxim.


Compartilhar:


Anterior Próximo

Anuncie gratuitamente no PaisagismoDigital !

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: José - Data: 22/10/2017 03:59:05

Gostei muito


AuE Responde: Olá José, que bom que você gostou!



2 - Autor: wilson pereira da silva - Data: 26/12/2016 16:05:15

Que mistura é usado no coco triturado para fazer xaxim?



3 - Autor: villela medeiros - Data: 02/06/2012 12:30:06

gostaria de saber como é feito o xaxim para plantas,, sei que é da fibra do coco,, este processo como fazer ?? é prensado e como ??? villela



4 - Autor: clarice - Data: 15/03/2011 10:05:36

Gosto de visitar essa pagina , pois sempre tem informações legais, sobre plantas eu ja uso os vasos de fibra de coco para varias plantas , e tenho utilisado outros objetos q iriam para o lixo para plantar minhas flores q adoro,tipo assim latinhas, bacias furadas, a até vaso sanitario estragado , fica lindo...tudo pela preservação da natureza.



5 - Autor: Bezerra de Menezes - Data: 12/12/2010 22:40:34

Como fabricante de fibra de coco e seus derivados e substrato (pó), estamos contribuindo para preservação do "xaxim"

Comercializamos para todo Brasil a fibra e substrato (pó) de coco

Estamos cuidando e contribuindo para preservação do meio ambiente

Veja nosso site www.bmbioengenhariaambiental.com.br

Att.,

Bezerra de Menezes

55(85)9161.77.40



6 - Autor: Carlos - Data: 09/10/2010 23:40:32

Pode-se aproveitar o tronco de coqueiros velhos para fazer xaxim?




AuE Responde:: Boa tarde José.

Você pode utilizar estes troncos de coqueiros como xaxim, uma vez que o xaxim na mais é do que um substrato em que são colocadas plantas epíftas. Basta manter a umidade deste substrato que esta pode ser uma boa alternativa.

Carolina Matozinhos
Botânica da AuE Soluções



7 - Autor: maria luiza puzzi - Data: 15/10/2009

olá Anita
quando se fala em fibra de coco há sempre que se reportar ao COQUIM, o primeiro vado de fibra de coco do Brasil, lançado em 1996. Antes do COQUIM, não havia nada que pudesse substituir o xaxim. O surgimento do COQUIM foi a primeira iniciativa para deixar o xaxim intacto na Mata Atlântica. No primeiro estudo realizado em 1998: INVENTÁRIO DOS RECURSOS FLORESTAIS DA MATA ATLÂNTICA A EXPLORAÇÃO E UTILIZAÇÃO DOS RECURSOS, SEUS IMPACTOS SÓCIO-ECONÔMICOS ATUAIS E POTENCIAL DE MANEJO SUSTENTÁVEL", onde o COQUIM é citado como a alternativa para o xaxim. Há pelo menos 13 nos no mercado estima-se que o COQUIM já salvou mais de 100.000 árvores de Dicksonia sellowiana na Mata Atlântica. Para conhecer um pouco mais acesse www.coquim.com.br



8 - Autor: Guilherme - Data: 15/09/2009

Saiu uma matéria no PaisagismoDigital sobre este mesmo assunto que também ficou ótima!

http://www.paisagismodigital.com.br/Noticias/Default.aspx?CodNot=51



9 - Autor: suely suchodolski - Data: 14/09/2009

Sujiro anexar fotos de diferentes usos da fibra de coco no paisagismo.



10 - Autor: Carlos Barbosa de Oliveira - Data: 10/09/2009

Srta Anita tenho um, produto que ira interessar a senhorita,, sobre a substituiçao do xaxim, e o Substrato de palha de arroz carbonizada, com pinus moido.. é um execelente substrato e se encontra a fabrica numa fazenda na mata atlantica municipio de Juquitiba, meu celular,, 16-9189.4160...16 3662.6312..Carlos.. sou paisagista e aplicamos este prtoduto em Bromelias.. produzimos Bromelia..nesta fazenda..obrigado ,um produto que interessa para voce,..espero um contato..obrigado



11 - Autor: lucas pereira - Data: 10/09/2009

Realmente temos quer dar atenção a esse fato,pois a devastação do xaxim é muito intenção...Vamos buscar formas altenativas e realmente sustentáveis para lidar com esse problema.




Entrevista
AuE Network
Dicas Técnicas
Ecologia
Notícias
Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 6 No 63 / Agosto de 2009

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Projeto Firenze

Angela Cristina Herberts Haag

Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*