O perigo das plantas invasoras
Autor: Anita Cid - Data: 07/03/2009


Capitular Denomina-se plantas invasoras as espécies oriundas de outra região que se adaptam e proliferam muito bem ao novo ambiente, competindo assim, com as espécies nativas por nutrientes, luz solar e mesmo por espaço físico. Em agricultura, uma planta é considerada invasora quando ocorre em local e momento indesejado, interferindo negativamente no cultivo. Em geral, é também conceituada como sinônimo de planta daninha, erva daninha e planta espontânea.

No Brasil, essa situação acontece em todos os ambientes: desde praias, florestas e campos até os rios, lagos e mar. As invasões podem ocorrer tanto por plantas quanto por animais vindos de outros lugares do próprio país ou do mundo. As espécies invasoras migram para lugares com clima parecido com seu lugar de origem ou para lugares mais frios. Isso porque para as espécies de clima frio é mais fácil sobreviver nos países de temperaturas mais quentes, ao contrário dos bichos e plantas que vivem em países tropicais, que não sobrevivem a temperaturas baixas.

Beijinho Impatiens walleriana Hook
Beijinho Impatiens walleriana Hook Foto: Guilherme Motta de Oliveira


O grande problema causado pelas plantas invasoras é que uma vez instaladas, estas além de competirem com as espécies nativas, se reproduzirem mais depressa do que as originais. Com isso, aumentam sua população e dominam o território, expulsando os verdadeiros donos do lugar. As espécies que são expulsas não têm para onde ir, já que o restante do ambiente já está ocupado. Assim, tem-se um desequilíbrio ecológico e a consequente morte de plantas.

Em alguns lugares as plantas invasoras podem se tornar um problema sério, modificando o ecossistema e, no caso de gramíneas invasoras, aumentando em muito a quantidade de material combustível acumulado, tornando esses ambientes mais suscetíveis ao fogo.


Beijinho Impatiens walleriana Hook Foto: Guilherme Motta de Oliveira


Para resolver esse problema, é necessário um trabalho de prevenção, ou seja, tentar conter as invasões logo no início. Todos podem colaborar. Não cultivar plantas ornamentais invasoras, como o beijinho e certas trepadeiras já é um bom começo.

Fonte: www.cienciahoje.uol.com.br


Compartilhar:



Anuncie gratuitamente no PaisagismoDigital !


1 - Autor: gabriela theodoro - Data: 02/05/2012 13:58:20

Ai amei. nossa essa materia me ajudo muito a fazer um trabalho. me formo daki um mês e 15 dias em tec agricola e isso ta muito presenti na minha vida



2 - Autor: Carol Guedes - Data: 08/11/2011 20:32:44

Gostei muito da matéria, me ajudou bastante no meu seminário sobre Plantas invasoras.



3 - Autor: carlos alberto galera - Data: 16/08/2011 12:50:59

Gostei muito desta matéria, pois luto de modo incansável pelo equilibrio ecológico, uma vez que o homem vem ao longo da história degradando o meio em que vive mesmo quando age de boa fé ao plantar alguma espécie. Por desconhecimento ou ganância no comércio do crescente mundo paisagista as plantas invasoras se fazem presentes, então usar de critérios tecnicos seriam eficazes na luta por uma ação mais natural ao cultivar o que não se conhece. obrigado



4 - Autor: Alexia - Data: 11/08/2011 22:29:20

Amei,estou fazendo uma materia para a escola e este é o meu tema!!!
Aprendi muito AQUI



5 - Autor: Heverton - Data: 01/12/2010 09:46:47

eu adorei essa matéria pois aprendi muito com isso e seu como cuidar de minhas plantas agora



6 - Autor: alexandre antonio de lima - Data: 04/07/2010 16:43:11

achei otimo esta materia pois sou jardineiro e sei como é isso vcs relataram muito bem !



7 - Autor: sandra pereira - Data: 11/02/2010

tenho de varidas cores desse beijinho, e de um certo tempo pra ca esta morrendo (melando e murchando)gosto muito dessas florzinhas e nao sei como combater essa praga, por favor me ajude. obrigada!



8 - Autor: Reinaldo Silva de Abreu - Data: 31/03/2009

Adorei seu site.
Precisamos de mais alertas como esses.
Vou levar este alerta para aula.



9 - Autor: Rogério Dalenogare - Data: 27/03/2009

Esta planta e´do continente africano lá está inserida no seu próprio ecossistema, quando introduzida em um ecossistema novo pode se alastrar e se tornar uma praga, pois não há predadores naturais, assim as espécies daqui sofrem a concorrência desta e de outras, o beijinho ao contrário não encontra barreiras e se reproduz cada vez mais, tanto que é uma espécie que pode ser encontrada em muitos lugares afetando principalmente áreas de banhado. Gostei do alerta sobre o perigo da introdução de espécies exóticas, vamos valorizar mais o que é nosso.



10 - Autor: Bruna - Data: 12/03/2009

Achei muito interessante.




Conheça os softwares da AuE
Paisagismo digital: Tudo sobre paisagismo e Jardinagem
Guia: Destaque-se no mercado de paisagismo
AuE Network - descubra como usar o AutoLANDSCAPE e o PhotoLANDSCAPE como vitrine de seus produtos !
Porque você precisa começar a utilizar um software para paisagismo agora!

Inclua seu banner aqui

Enquete
Qual é o seu perfil?






 

Todas as enquetes