Paisagismo na prática: Comece grande, desde pequeno

Autor: Maria Cândida de Paula - Data: 12/09/2018

Quero começar esse artigo com uma pergunta um tanto impactante: você tem a sensação de que trabalha de forma amadora?

Não precisa responder em voz alta..responda apenas para si mesmo.
Não precisa também se sentir culpado com relação a isso.
O fato de você se tornar um amador e não um profissional provavelmente está ligado a você não ter tido durante a sua formação como paisagista, conhecimentos relacionados à gestão e empreendedorismo aplicados ao paisagismo.

Agora eu tenho uma excelente notícia: Isso pode mudar rapidinho, basta você querer.

Vou te contar o que eu fiz no começo da minha carreira que fez toda a diferença na minha jornada como paisagista.

Comece grande, desde pequeno



Quando iniciei a minha carreira como arquiteta paisagista, a 17 anos atrás, eu não tinha a mínima noção de como funcionava o mercado de paisagismo.
Eu não sabia como agir com meus clientes, como eu iria oferecer os meus serviços e que tipo de serviços ofereceria para eles, nem sequer sabia como apresentar os meus projetos... enfim, sabia que estava faltando alguma coisa.

Como eu venho de uma família de empresários, eu percebi que apenas a formação técnica não era suficiente para que eu tivesse sucesso como Paisagista.

Então comecei uma jornada em busca de orientações e ensinamentos que fizessem com que eu pudesse, de fato, ter além do conhecimento técnico o conhecimento como gestora do negócio de Paisagismo. Fiz vários e vários cursos no SEBRAE, e mesmo assim não consegui fazer a conexão dos meus serviços com aquilo que o SEBRAE me ensinava.

Só que a medida que eu ia fazendo esses cursos eu também pude ver que por mais que eu tivesse as informações relacionadas à parte administrativa, eu tinha pouca ou nenhuma informação aplicada à área de arquitetura e paisagismo e ao mercado em si.


A partir daí comecei a buscar essas informações em todas as fontes (livros, internet, feiras, congressos da área). Investi muito tempo e dinheiro em me tornar uma profissional qualificada por completo.


Aí você deve estar se perguntando: Mas Cândida, porque você procurou o SEBRAE sem ter uma empresa formada?


Aí eu te respondo:


Desde o princípio da minha carreira, eu entendi que mesmo que eu não tivesse um CNPJ, mesmo que eu não fosse ainda uma empresa formalizada, eu precisava agir como se já fosse.


Somente assim, eu iria conseguir estruturar todos os dados e analisar separadamente, dentro de todos os setores o que era necessário fazer e o que precisaria ser feito primeiro dentro do meu negócio.


Além disso, o meu pensamento era: Passar profissionalismo para o meu cliente, faz com que ele se sinta mais seguro e confiante de que eu sou a pessoa ideal para resolver os seus problemas e trazer as melhores soluções.


O que eu quero passar para vocês que estão começando a empreender, começando do zero, é que é preciso sim estar sempre buscando novos conhecimentos técnicos na sua área, mas tão importante quanto isso, é buscar conhecimento na parte que diz respeito ao empreendedorismo em si, a gestão, negociação, a parte financeira e de administração do seu negócio.
Depois que eu tive esse entendimento, eu passei a setorizar todas as áreas do meu negócio (projetos, comercial, administrativo e financeiro), e as coisas começaram a fluir melhor, crescendo a cada dia.

A medida que os clientes enxergam que você oferece pra eles um processo claro e bem estruturado para leva-los a realização dos seus sonhos eles ficam bem mais tranquilos.

Comece grande, desde pequeno



Então, a mensagem que eu quero te passar hoje é: Comece grande desde pequeno!


Agindo assim, você vai conseguir se estruturar melhor, ter uma visão geral do seu negócio e principalmente vai conseguir conquistar mais e mais clientes passando confiança e profissionalismo em cada ação sua.

Não precisa ser empresa pra ser grande. Não precisa ter equipe pra se portar como empresa, o que você precisa mesmo é pensar grande!

Conhecimento técnico e empresarial somado à mentalidade empreendedora farão de você um Paisagista reconhecido e valorizado no mercado de Paisagismo.


Espero que tenha gostado da minha dica de hoje, você tem tudo para fazer a sua empresa crescer, basta querer!

No Arquitetos da Paisagem nós ajudamos às pessoas que querem atuar no Paisagismo de forma profissional. Se você está em busca de aprimorar os seus conhecimentos técnicos e de gestão e de mentalidade empreendedora, assine o nosso portal Meu Paisagismo onde reunimos os nossos melhores conteúdos gratuitos, e vá construindo o seu conhecimento para aproveitar todas as oportunidades que o mercado de Paisagismo oferece!
Faça agora a sua inscrição gratuita: Meu Paisagismo


E Conte comigo na sua jornada como paisagista.

Vamos juntos transformar paisagens e fazer acontecer!

Até a próxima!,

Maria Cândida de Paula.

Veja também

  • Paisagismo na prática: A nova coluna da Revista AuE Paisagismo
  • Entrevista com a Arq. Paisagista Louise Riedtmann da Harmonia Verde Paisagismo e Arq. de Exteriores
  • Conheça melhor o vencedor do concurso de fotomontagem e inspire-se.
  • Bromélias: Dicas do experiente produtor, Rômulo Cavalcanti.
  • Brómelias: 13 gêneros para você conhecer e cultivar
  • Luso Jardim: Como tudo começou
  • Como projetar jardins sem margem de erros: O segredo da Floricultura Espaço Jardim


    Compartilhar:



  • Veja como aliar tecnologia ao ensino de paisagismo e irrigação


    ---
    Paisagismo digital: Tudo sobre paisagismo e Jardinagem
    Conheça os softwares da AuE
    Guia: Destaque-se no mercado de paisagismo
    AuE Network - descubra como usar o AutoLANDSCAPE e o PhotoLANDSCAPE como vitrine de seus produtos !
    Porque você precisa começar a utilizar um software para paisagismo agora!

    Inclua seu banner aqui

    Enquete
    Qual é o seu perfil?






     

    Todas as enquetes


    Conversar no Whatsapp