HydroLANDSCAPE: Trabalhando com cotas

Autor: Inácio Arantes M. P. Júnior - Data: 15/09/2014

Ao projetar a irrigação de projetos de paisagismo, muitas vezes nos deparamos com áreas irregulares e níveis diferentes dentro de um terreno, como por exemplo um talude.

Normalmente utilizamos um programa de CAD para fazer o projeto de irrigação, e trabalhamos em planta baixa, com a visão do topo.

Se o projetista não estiver ciente, ou não ficar atento aos detalhes do projeto, como por exemplo as curvas de nível, pode acabar errando os cálculos, mesmo utilizando o HydroLANDSCAPE.

O ideal é sempre visitar a obra e detalhar no projeto as cotas do terreno, caso as mesmas não estejam detalhadas no projeto de paisagismo.

No HydroLANDSCAPE, ao dimensionar o projeto poderemos indicar as cotas dos aspersores, este é um processo extremamente importante, pois caso o dimensionamento seja realizado sem levar as cotas em consideração, o projeto não estará correto e não irá funcionar corretamente.

Como exemplo utilizaremos um projeto de uma residência , onde o setor A3 está em um talude de 2 metros de altura.

HydroLANDSCAPE: Projeto de irrigação


HydroLANDSCAPE: Projeto de Irrigação



Ao clicar no botão Dimensionar da barra do HydroLANDSCAPE será aberta a tela de Dimensionamento, é nesta tela que o programa faz os cálculos hidráulicos.

Na tela de Dimensionamento, selecione um aspersor, do lado direito da tela você verá os dados do aspersor e o campo Cota, basta digitar o valor da altura e clicar no botão Salvar ao lado.

HydroLANDSCAPE: Tela de Dimensionamento


HydroLANDSCAPE: Tela de Dimensionamento



O usuário deverá fazer isso para cada aspersor do projeto, porém esta informação só é válida na tela de Dimensionamento, estes dados não serão salvos no desenho do CAD, ou seja, toda vez que o usuário voltar na tela de Dimensionamento terá que digitar os valores da cota novamente para cada aspersor.

Este procedimento pode ser demorado, dependendo do tamanho do projeto. Poderemos utilizar um outro recurso, que é digitar o valor da altura diretamente no eixo Z de cada aspersor, diretamente do CAD, desta forma quando o HydroLANDSCAPE ler o desenho do projeto para fazer o Dimensionamento, o valor da cota de cada aspersor já estará atribuído.

HydroLANDSCAPE: Alterando o valor do eixo Z do aspersor


HydroLANDSCAPE: Alterando o valor do eixo Z do aspersor



Existe uma observação quanto a este procedimento, ele deve ser realizado apenas depois de conectar a tubulação, pois quando alteramos o eixo Z "movemos" o aspersor de lugar.

Embora na visão do topo ela pareça normal, quando visualizamos o desenho pela visão de "frente", ou em 3D, veremos que o aspersor está em um plano diferente dos demais, se o usuário tentar conectar a tubulação, pela visão do topo, ele ficará desconectado.

Veja o mesmo projeto em visões diferentes, de topo (Figura 1) e frente (Figura 2) nas imagens abaixo e repare que na visão de frente, os pontos em amarelo são os aspersores.

HydroLANDSCAPE: Projeto em planta baixa visualizado do topo


Figura 1: Projeto em planta baixa visualizado do topo



HydroLANDSCAPE: Projeto em planta baixa visualizado de frente


Figura 2: Projeto em planta baixa visualizado de frente



Podemos notar que na Figura 2 existem 3 pontos (aspersores) que não estão no mesmo plano do projeto. Estes 3 pontos são exatamente os 3 aspersores que tiveram seu eixo Z alterados para 2 metros.


Compartilhar:


Anterior Próximo

Softwares para paisagismo e irrigação.

Comentar
Nome:
E-mail:
Comentário:
Avalie está matéria:



1 - Autor: Leonardo - Data: 13/10/2014 22:22:42

Caso o bombeamento do sistema esteja um plano mais elevado em relação as aspersores poderemos fazer o mesmo botando valores com sinal negativo? Ex.: Terreno com declive e vários platôs.


AuE Responde: Prezado Leonardo, correto. Para qualquer indicação de nível você pode usar números negativos, ou pode começar o nível 0 (zero) no ponto mais baixo do sistema, ou pode usar as cotas referentes ao nível do mar e todas serão maiores que 0 (zero). O importante é indicar as diferenças para que o programa considere ganhos e/ou perdas de pressão na tela de dimensionamento.




Entrevista
Paisagista Ricardo Marinho: Uma trajetória de sucesso internacional
Paisagista Ricardo Marinho: Uma trajetória de sucesso internacional

Prêmio de paisagista do ano, Revista A&D em 1994, Concurso Internacional de Aguilas, Espanha, Festival de Jardins de Ponte de Lima,Portugal

Botânica
A árvore que produz 40 tipos de frutas
A árvore que produz 40 tipos de frutas

Leia nesta materia sobre a arvore que produz 40 tipos de frutos diferentes

Dicas Técnicas
Dicas para usufruir melhor o efeito Mosaico
Dicas para usufruir melhor o efeito Mosaico

Aprenda a utilizar o efeito Mosaico de maneira mais avançada.

HydroLANDSCAPE: Trabalhando com cotas
HydroLANDSCAPE: Trabalhando com cotas

Veja como trabalhar com áreas irregulares e fazer os cálculos de maneira correta através do HydroLANDSCAPE

AutoLANDSCAPE: Como trabalhar com a UCS do CAD
AutoLANDSCAPE: Como trabalhar com a UCS do CAD

Aprenda a trabalhar com a UCS do AutoCAD

Notícias
Paisagistas entrevistados pela Revista falam desta experiência
Paisagistas entrevistados pela Revista falam desta experiência

Confira agora o depoimento de algumas pessoas que participaram da revista

10 SINRAD E SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ENGENHARIA NATURAL
10 SINRAD E SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE ENGENHARIA NATURAL

Palestras e minicursos do 10º SINRAD e Seminário Internacional de Engenharia Natural

Participe do sorteio do DVD 7 Visões da Paisagem
Participe do sorteio do DVD 7 Visões da Paisagem

Para concorrer você precisa participar da promoção no Facebook

Anéis de Fada: Uma guerra entre as gramíneas?
Anéis de Fada: Uma guerra entre as gramíneas?

Um mistério que ronda pradarias do Deserto da Namíbia, no sul da África: Círculos de solo virgem entre a vegetação

Projeto de Ricardo Marinho: A Floresta no Jardim
Projeto de Ricardo Marinho: A Floresta no Jardim

Jardim criado no Festival Internacional de Ponte de Lima - Portugal

Tecnologia e Paisagismo: Uma mudança de paradigma!
Tecnologia e Paisagismo: Uma mudança de paradigma!

Criar um projeto para mostrar ao cliente demandava noites e noites de trabalho árduo

Curso de irrigação em Curitiba
Curso de irrigação em Curitiba

Veja onde e quando irá acontecer o curso de irrigação para paisagismo em Curitiba/PR, promovido pela RainBird

Arquivo
Edição Anterior

Revista AuE Paisagismo Ano 11 No 123 / Agosto de 2014

Conteúdo completo

Lista com todas as Edições da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10

Matérias mais comentadas da revista

Projetos
Jardim de Pedra

Paisagista Osmar da Silva e Paulo Henrique Góes

Lista de Projetos

Lista com Todos os Projetos da Revista Paisagismo Digit@l

Top 10 de Projetos

Lista com 10 projetos mais comentados

Agenda
Agenda

Agenda de Eventos de Paisagismo

Conversar no Whatsapp +55 (32) 9 9138-8279

X

Revista gratuita AuE Paisagismo


Que tal se manter sempre informado das novidades do mundo do paisagismo? Informe seus dados para mantermos contato!




Revista no seu E-mail

*
*
*